Notícias

Qualificação

Curso virtual para profissionais do Criança Feliz tem início nesta quinta (19.03)

publicado: 19/03/2020 12h44, última modificação: 24/03/2020 14h15
Capacitação terá duração de 20h, em nove aulas, e é destinada a visitadores, supervisores e multiplicadores

 

Os profissionais que atuam no âmbito do Programa Criança Feliz (PCF), sejam eles visitadores, supervisores ou multiplicadores, terão acesso, a partir desta quinta-feira (19.03), a uma capacitação online. O objetivo é compartilhar conhecimentos básicos sobre o programa e nivelar as informações para os participantes, que, posteriormente, cursarão os módulos presenciais do Guia para a Visita Domiciliar (GVD) e do método Cuidados para o Desenvolvimento da Criança (CDC).

 

 

“O curso fala sobre os principais pilares do programa e subsidia ações para a implantação e implementação”, explica Paloma Belfort, coordenadora-geral de Formação e Disseminação do Departamento de Atenção à Primeira Infância, da Secretaria Especial do Desenvolvimento Social do Ministério da Cidadania. O cronograma prevê nove aulas que abordam tópicos como as bases legais do Criança Feliz, o modelo de governança dos entes, a acolhida das famílias, a visita domiciliar e o papel do supervisor e do visitador.

 

Apesar de ser direcionada aos profissionais, a capacitação estará disponível, gratuitamente, para toda a população. “A plataforma ficará aberta a quem tiver interesse em fazer o curso”, explica a coordenadora-geral. “A pessoa entra no site, faz o cadastro e recebe login e senha. A turma ficará disponível por dois meses, mas ninguém pode se cadastrar nos últimos 15 dias. Quem quiser fazer o curso nesse período vai ter que esperar a turma seguinte, que começa na sequência”, acrescenta.

 

Para participar, acesse, a partir desta quinta-feira, o endereço www.mds.gov.br/ead e faça o cadastro.

 

Criança Feliz


O programa federal já superou, neste ano, a marca de 23 milhões de visitas, levando informação para mais de 2.700 cidades brasileiras. É o maior programa do mundo de visitação domiciliar destinado à primeira infância. Mais de 800 mil crianças e gestantes já foram acompanhadas, por meio de uma rede com mais de 22 mil profissionais.

 

O Criança Feliz tem, entre os seus objetivos, a promoção do desenvolvimento humano, o apoio à gestante e à família na preparação para o nascimento do bebê, o cuidado permanente com a criança em situação de vulnerabilidade até os seis anos de idade e a facilitação do acesso da gestante, das crianças na primeira infância e das famílias aos serviços públicos de que necessitem.

 

Primeira infância


O Criança Feliz é a primeira política pública voltada para as crianças nos primeiros anos de vida elaborada a partir dos princípios do Marco Legal da Primeira Infância (Lei nº 13.257). A legislação, sancionada em 2016, completou quatro anos no último dia 8 e tem a missão de garantir o desenvolvimento integral das crianças de zero a seis anos de idade.

 

Assessoria de Comunicação
Ministério da Cidadania

Informações para a imprensa:
www.cidadania.gov.br/imprensa