Notícias

PREVENÇÃO ÀS DROGAS

Comunidades terapêuticas do RJ buscam capacitação

publicado: 21/01/2020 20h26, última modificação: 24/01/2020 16h44
Reinserção de dependentes químicos à sociedade também é outro desafio
20200121_Gabinete_Verador_Valdemar_CC_(1).jpg

Waldemar Ávila e Quirino Cordeiro Junior, em reunião no Ministério da Cidadania - Foto: Clarice Castro/Ministério da Cidadania


A oferta de vagas públicas em comunidades terapêuticas no Rio de Janeiro e a ressocialização de dependentes químicos foram temas discutidos na reunião entre secretário Nacional de Cuidados e Prevenção às Drogas do Ministério da Cidadania, Quirino Cordeiro Junior, e o presidente de honra da Federação das Comunidades Terapêuticas do Rio de Janeiro, Waldemar Ávila, ocorrida na tarde desta terça-feira (21/01), em Brasília.

Embora tenha a terceira população entre os estados brasileiros, o Rio de Janeiro possui apenas seis comunidades terapêuticas conveniadas com a Secretaria Nacional de Cuidados e Prevenção às Drogas (Senapred) do Ministério da Cidadania ofertando um total de 191 vagas. Minas Gerais, o segundo estado em população, possui 89 comunidades terapêuticas com convênio federal.

Além da baixa oferta de vagas, o problema da ressocialização foi destacado por Ávila. “Há um déficit em reinserção social. Por isso temos que buscar a capacitação profissional para uma reinserção de forma plena na sociedade”, comentou.

O secretário Quirino Cordeiro Junior salientou a possibilidade da realização de cursos do programa Brasil Mais Empreendedor, da Confederação Nacional dos Jovens Empresários, que já realizou em conjunto com a Senapred uma capacitação em Ponta Grossa (PR).

Em relação ao número de vagas, para ampliação no Rio de Janeiro, a Senapred firmou, em 2019, convênio com a prefeitura da capital carioca e trabalha em outro acordo com o governo estadual. “O problema das drogas é crônico no Rio de Janeiro. Por isso temos que aumentar a oferta de vagas gratuitas em todo o Estado e estamos trabalhando para isso”, afirmou o secretário.

Assessoria de Comunicação
Ministério da Cidadania

Informações para a imprensa:
(61) 2030-2266 / 2412
www.cidadania.gov.br/imprensa