Notícias

SEGURANÇA PÚBLICA

Em Pernambuco, Osmar Terra reforça que política social é fundamental na prevenção à violência

publicado: 24/01/2020 17h08, última modificação: 27/01/2020 16h27
Ao lado de representante da política nacional de segurança pública, o ministro da Cidadania exemplificou medidas que contribuem para o combate à criminalidade
photo4994924395927545989.jpg

Ministro Osmar Terra, em evento no estado de Pernambuco - Foto: Clara Angeleas/Ministério da Cidadania


Recife (PE) –
Medidas de segurança pública e combate à criminalidade voltadas ao estado de Pernambuco foram debatidas nesta quinta-feira, na Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste, localizada em Recife. O ministro da Cidadania, Osmar Terra, participou das discussões ao lado do secretário nacional de Segurança Pública do Ministério da Justiça e Segurança Pública, general Guilherme Teóphilo. O debate foi promovido pelo Consórcio Intermunicipal de Segurança Pública e Defesa Social de Pernambuco (Conseg).

Na ocasião, Terra elogiou o trabalho das prefeituras pernambucanas que compõem o Conseg e destacou o engajamento do governo federal ao tema, o que foi imprescindível para a redução de 22% no índice de homicídios no Brasil – um recorde, conforme apontou. “Temos o governo federal, pela primeira vez, engajado ao tema. A violência é um dos problemas mais graves e a maior preocupação da população, portanto, reunir municípios, estados e governo federal nessa discussão é muito importante”, declarou.

Osmar Terra ressaltou que o trabalho das políticas sociais é decisivo na área de prevenção à violência. “A área social precisa dar uma resposta, ajudar a gerar emprego e renda para os jovens e focar nos cuidados desde a primeira infância, entre outras ações. Tudo isso vai funcionar de maneira que seja sustentável a redução da violência no Brasil”, afirmou o ministro da Cidadania.

Investimento em segurança

Em fala, o secretário nacional de Segurança Pública do Ministério da Justiça e Segurança Pública, general Guilherme Theófilo, pediu aos prefeitos do Conseg, parlamentares e também aos gestores da segurança pública do estado de Pernambuco que trabalhem em estratégias que possam ajudar a garantir o bem-estar da população diante do tema, como o pleito de recursos para a segurança.

“As emendas parlamentares são uma fonte de renda muito positiva. Parlamentar eleito com grande votação tem obrigação de retribuir os votos. Fazer uma emenda para a segurança pública, saúde e educação daquele município”, exemplificou. “Nós vamos melhorar, esse País vai dar certo. Vamos decolar e ocupar o lugar que nós merecemos”, complementou Theófilo.

Sobre o Conseg

Fundado em 2018, o Consórcio Intermunicipal de Segurança Pública e Defesa Social de Pernambuco tem a participação das cidades: Agrestina, Altinho, Betânia, Catende, Cupira, Jurema, Maraial, Moreno, Palmares e Toritama. A iniciativa pretende promover, junto aos consorciados, a ordem pública e a segurança cidadã, ao estabelecer políticas democráticas de prevenção ao crime e à violência, caracterizadas pela transparência, participação social, subordinação à lei e ao respeito aos direitos humanos.

Em Pernambuco, Osmar Terra reforça que política social é fundamental na prevenção à violência (23/01/2020)

Por Renata Garcia

Assessoria de Comunicação
Ministério da Cidadania

Informações para a imprensa:
(61) 2030-2266 / 2412
www.cidadania.gov.br/imprensa