Notícias

INCLUSÃO

Governo federal e Instituto Carlos Chagas discutem parceria para atendimento de meninas em vulnerabilidade

publicado: 07/02/2020 20h07, última modificação: 12/02/2020 15h31
O Projeto Menina-moça, Mulher prevê atendimento socioassistencial e de saúde com foco na população em situação de rua
photo5039620402590099560.jpg

Ministro Osmar Terra e primeira-dama Michelle Bolsonaro durante visita ao Instituto Nacional de Traumatologia - Foto: Mauro Vieira


Uma casa de acolhimento com atendimento médico, aconselhamento e amparo para a superação das dificuldades da vida nas ruas, principalmente a dependência química, as doenças sexualmente transmissíveis e a gravidez indesejada. Esses são os objetivos do Projeto Menina-moça, Mulher, idealizado pelo Instituto Carlos Chagas. Em uma reunião, nesta sexta-feira (07), no Instituto Nacional de Traumatologia, no Rio de Janeiro, os ministros da Cidadania, Osmar Terra, da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves e a presidente do Conselho do Programa Pátria Voluntária, a primeira-dama, Michelle Bolsonaro, discutiram uma parceria para a implantação de um programa piloto na cidade do Rio de Janeiro.

A ideia é formatar uma estratégia ampla com ações intersetoriais, com parceiros públicos e privados, para cuidar da saúde dessas mulheres, prevenir a gravidez de risco entre mães dependentes químicas e promover a reinserção social por meio de capacitação para o mercado de trabalho.

O projeto será formatado em conjunto com os governos federal, do estado e município, sociedade civil e iniciativa privada.

Assessoria de Comunicação
Ministério da Cidadania

Informações para a imprensa:
www.cidadania.gov.br/imprensa