Notícias

BENEFÍCIO SOCIAL

Pescadores de regiões atingidas por manchas de óleo têm 90 dias para sacar auxílio emergencial

publicado: 30/01/2020 20h13, última modificação: 12/02/2020 13h40
Benefício é concedido pelo governo federal e tem sido liberado de forma escalonada, pago em duas parcelas
193671de-30b7-4e1c-8674-5a61bc92f0f0.jpeg

Cerca de 66 mil pescadores de 128 municípios vão receber os recursos - Foto: Sérgio Amaral


Pescadores que vivem no litoral brasileiro, nas regiões que foram atingidas por manchas de óleo, no ano passado, têm 90 dias para sacar a segunda parcela do auxílio emergencial. Os beneficiários devem ir até uma agência da Caixa Econômica para resgatar o valor de R$ 998. O recurso é concedido pelo governo federal e tem sido liberado de forma escalonada, pago em duas parcelas. “Esse valor é fundamental para a subsistência desses trabalhadores. Enquanto não puderem retomar a pesca, precisamos garantir que eles tenham alguma espécie de renda”, afirmou o secretário nacional do Desenvolvimento Social do Ministério da Cidadania, Lelo Coimbra.

Cerca de 66 mil pescadores de 128 municípios vão receber os recursos. O secretário faz um alerta para que todos fiquem atentos ao prazo determinado para o saque, conforme calendário já divulgado. A atenção é necessária para que ninguém deixe de receber o benefício.   “Quem ainda não pegou esse dinheiro nos órgãos de pagamento, tem até 90 dias. Passou esse período, se não foi lá receber, esse dinheiro volta para a união e não é mais pago a quem não recebeu”, alertou.

Até o momento, 38 mil pescadores já retiraram a segunda parcela do benefício. O auxílio é pago pelo Ministério da Cidadania, com recursos disponibilizados pelo Ministério da Economia.

A lista de municípios contemplados com o auxílio está disponível no site cidadania.gov.br.

Por Diego Queijo

Assessoria de Comunicação
Ministério da Cidadania

Informações para a imprensa:
(61) 2030-2649
www.cidadania.gov.br/imprensa