Notícias

CHAMADA PÚBLICA

Universidade Federal de Campina Grande comprará mais de R$ 188 mil da agricultura familiar

publicado: 14/02/2020 21h36, última modificação: 14/02/2020 21h36
Interessados têm até terça-feira (18) para enviar propostas. A aquisição será realizada pela modalidade Compra Institucional
20180824_SAN_PAA_Morrinhos_RZ_(4).jpg

Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) - Foto: Rafael Zart


O Ministério da Cidadania está com chamada pública aberta para a compra de frutas, hortaliças, legumes e verduras de agricultores familiares da Paraíba. O processo ocorre por meio do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA). A Universidade Federal de Campina Grande fará a aquisição pela modalidade Compra Institucional. Interessados em participar têm até terça-feira (18) para encaminhar pessoalmente as propostas ao Bloco Administrativo da instituição, até às 9h.

Os alimentos devem abastecer o Centro de Educação e Saúde da instituição, localizada em Cuité. O diretor do Departamento de Compras Públicas para Inclusão Social e Produtiva Rural do Ministério da Cidadania, Iberê Orsi, aponta os benefícios que a Compra Institucional proporciona para os pequenos agricultores. “Eles se profissionalizam para fazer com que os produtos cheguem com qualidade para o consumidor. Os órgãos federais, além da obrigatoriedade da lei, têm sido parceiros na promoção do desenvolvimento regional e local”, destaca.

Saiba Mais

Por meio da Modalidade Compra Institucional, o agricultor pode vender até R$ 20 mil, por ano, para cada órgão comprador. Já para as cooperativas ou associações, o teto é de R$ 6 milhões por ano, por órgão comprador. As chamadas públicas abertas estão disponíveis no portal comprasagriculturafamiliar.gov.br. Por meio da ferramenta, é possível acessar os editais em todo o país.

As Compras Institucionais promovem a aquisição de alimentos produzidos pela agricultura familiar e uma alimentação mais saudável porque a oferta dos alimentos está mais perto dos consumidores, permitindo que os produtos sejam frescos, diversificados, de qualidade e adequados ao hábito alimentar local, respeitando também as tradições culturais da população da região.

Assessoria de Comunicação
Ministério da Cidadania

Informações para a imprensa:
www.cidadania.gov.br/imprensa